sexta-feira, 17 de junho de 2022

38º DIA (14/06/2022) DOS 52 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO.


 

LEITURA BÍBLICA: MATEUS 6.5,6

Numa tosca imitação dos fariseus, nós gostamos dos holofotes, somos atraídos pelas luzes da ribalta, onde fazemos propaganda de nossa vida espiritual. Porém, Deus nos espera para um encontro no quarto da oração, no anonimato do lugar secreto. Os fariseus gostavam de orar em público e tocar trombetas para estadear suas pretensas virtudes, mas nossa vida em público deve ser o reflexo da nossa comunhão com Deus no quarto da oração. O quarto da oração é o nosso lugar secreto, é o santo dos santos onde a glória de Deus assiste. É ali que Deus nos vê, nos ouve e nos recompensa. O quarto da oração é a caminhada de Enoque com Deus, o passeio de Deus com Adão na viração da tarde no jardim do Éden e a experiência da sarça que ardia e não se consumia para Moisés. O quarto da oração é onde o azeite da viúva jorra, enquanto tem vasilhas vazias. O quarto da oração é onde o menino morto tem sua carne aquecida e se levanta da morte. O quarto da oração é o Jordão onde Eliseu recebe porção dobrada do espírito de Elias e onde Jeú recebe a unção para ser rei de Israel e virar a página da história do seu povo. O quarto da oração representava os lugares solitários para onde Jesus se dirigia, para passar noites em comunhão com o Pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário