sábado, 17 de abril de 2021

APAIXONE-SE DE NOVO POR SUA VOCAÇÃO.


Reacenda a velha chama “não tenho mais nada a provar no jogo de basquete“, disse Michael Jordan durante uma entrevista coletiva que anunciava a sua “ aposentadoria“ do basquete em 1993 com a idade de 30 anos. Àquela altura, o super-astro do Chicago Bulls, com 2,10m de altura, membro da Associação Nacional de Basquete, era considerado o melhor jogador de sua geração, talvez de todos os tempos. Jordan, que tinha sido membro do “ time dos sonhos“ norte-americano, ganhador da medalha olímpica, disse aos repórteres: “ tenho estado nesta montanha russa por nove anos. Já é hora de eu mudar de diversão”.

A desistência de Jordan contém muitos paralelos para pastores cansados. É assustadoramente simples um pastor de igreja perder completamente o ânimo. Sem um reacender constante, a paixão pelo Ministério pode se manter em fogo baixo ou apagar-se totalmente. Problemas apaga esse fogo. Prioridades desajustadas e desapontamentos constante afogam a paixão. E então quando a chama começa a cintilar, muitos ministros desistem, “queimam-se” ou seguem desanimados em ciclos de baixo rendimento.

Diferente da motivação para se jogar basquete, todavia, uma paixão fervorosa pelo ministério pode ser reacesa com novos desafios, oportunidades que valham a pena e uma compreensão nova de que somos parceiros de Deus. Mas muito além do que a preocupação que um astro esportivo possa ter pelo dinheiro ou pelo oportunidade, um pastor lida com assuntos que em última análise tem outro peso, como verdade, destino eterno, esperança e fé.

O escritor Frederick Buechner sintetiza nesta frase libertadora a maravilhosa satisfação que uma vocação nos dá: “O lugar para onde Deus o chama é o lugar onde se encontram as suas maiores alegrias e as maiores carências do mundo“. Reaviva sua vocação original e alegre-se nela.

Porque você precisa apaixonar-se de novo por sua vocação? Porque uma vocação de pouca intensidade sempre leva a desertos áridos de serviços insatisfatório, independente da fase do nosso ministério. Um rompimento com a nossa vocação prejudica tanto o ministério como a ausência de oxigênio prejudica o cérebro, ou a privação privação de alimento enfraquece o corpo.

 

Pastor Josué Gonçalves.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TRANSFORMAÇÃO EXIGE DECISÃO.