sábado, 31 de julho de 2010

Um Alerta Para a Nação Evangélica


Recebemos esse texto por ocasião da nossa 77ª AGO da COMADESPE em Piracicaba. Com autorização do autor reproduzo aqui em nosso blog, pois, considero de grande importância para o povo de Deus.

A Nova lei recém-aprovada na Argentina que oficializa o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo vem deixando evangélicos argentinos em situação vexatória. Após o projeto de lei ter sido sancionado pelo Senado Argentino – uma ação de destruição contra a maior de todas as instituições: a família – a nação gay proclama agora o que chamo de tiro de misericórdia nos evangélicos: a realização de casamentos coletivos e simultâneos de homossexuais em todas as igrejas do país, inclusive as evangélicas. Alguns pastores, por humilhação, outros por vergonha e ainda os que não querem ser presos, estão fechando as portas de suas igrejas e abandonando as cidades.

A catástrofe inesperada que caiu sobre os argentinos vem se dirigindo ao nosso país a passos largos e não há nada que possa deter essa tempestade a não ser uma ação de mobilização geral dos evangélicos brasileiros em sair às ruas e, no segundo momento, elegerem, diante da gravidade do momento, um número expressivo de deputados federais e estaduais (evangélicos) e senadores, os quais possam impedir esta calamidade moral que vem por ai.

Não desejo ser profeta do caos, mas o risco de acontecer no Brasil o que ocorreu na Argentina é enorme. O pior é que muitos evangélicos acreditam que isso nunca acontecerá. O que é estarrecedor é que estamos dormindo e meio cgos com relação às implicações de uma Argentina Já em nossa nação. O que vai acontecer depois daí vai muito mais além do que podemos imaginar.

As parábolas de crise contadas por Jesus são um bom exemplo para nos advertir sobre sermos pegos despreparados diante de catástrofes iminentes. O povo evangélico brasileiro precisa ser sacudido da sua cegueira e nós, lideres evangélicos, necessitamos acordar diante da terrível gravidade do momento. Segundo Jesus, a calamidade virá tão inesperadamente como o ladrão (assaltante) noturno, como o esposo que surge à meia-noite, como o dono da casa que volta dum banquete a altas horas, como o senhor que retorna de uma viagem longa. O alerta do Filho do homem é: “Não se deixem pegar de improviso!”

Estamos vendo a fatalidade aproximar-se, a grande catástrofe está às portas, mas nós estamos descuidados, vivendo como se nada estivesse acontecendo de tão grave, assim como os homens antes do dilúvio e da chuva de fogo.

Este alerta objetiva acordar, escancarar os olhos do nosso povo para a precariedade de sua situação. Como disse Jesus, o terror é iminente, tão inesperado como o assalto, tão terrível como o dilúvio.

Precisamos acordar diante de iminente catástrofe moral que paira sobre os ares da nossa nação. É como na parábola das dez virgens (Mt 25.1-13; Lc 13.22-30), a vinda repentina do esposo (v.6) corresponde à irrupção repentina do dilúvio, ao assalto inesperado, à vinda de improviso do dono da casa chegando dum banquete ou duma viagem. Em todos estes temas, a subtaneidade é imagem da catástrofe que se irrompe inesperadamente. Esta é a mensagem de Jesus: A crise está às portas. Ela chega tão de improviso como, na parábola, o grito: “O esposo vem!”. E fará inexoravelmente a triagem dos homens, ainda que para olhos humanos pareça não haver nenhuma diferença entre eles (Mt 24.40ss; Lc 17.34ss). Desgraçados daqueles que esta hora encontrar despreparados! Portanto, fiquemos vigilantes para não sermos achados dormindo, quando vier a hora da crise!

Estamos recebendo, nestes últimos dias, numerosos e ameaçadores alertas e não estamos nos dando conta da calamidade que se aproxima. A PL 122 e o Programa Nacional de Direitos Humanos são prenúncios de catástrofes a vista.

A mensagem de Jesus para nós evangélicos do Brasil é: A ruína vai cair sobre vocês de modo repentino porque vocês estão dormindo e desavisados, como as cinco virgens da parábola e como o homem que enterrou seu único talento.

Pastores, líderes, povo de Deus em todo Brasil, em face dos alertas de Jesus e da iminente calamidade moral que se aproxima do Brasil, não podemos ficar estado de quem dorme e deixar que a nossa nação seja invadida pela destruição da família. Os evangélicos argentinos, na sua maioria, não acreditavam que a calamidade fosse tão iminente. Ela chegou e os pegou despreparados.

Portanto, evangélicos do país mobilizem-se para orar, saiam às ruas e elejam evangélicos comprometidos com Deus e candidatos que tenham temor no coração. Não deixem a porta se fechar para a liberdade que temos em nosso Brasil.

Lembre-se: Nesta eleição, não estamos lidando com escolhas aleatórias, mas é uma questão de manutenção da moral e dos bons costumes; é um momento onde o dinheiro vale muito pouco, porque o mais importante é o ideal cristão que tem que falar mais alto do que nossas individualidades, preciosismos, egoísmos e problemas pessoais.

POR FAVOR, LIBERTEM O PAÍS DA INFÂMIA E DA ABJEÇÃO

Autor: Rev. Paulo Cesar Lima da Silva

6 comentários:

  1. Amado Pr. Flávio Constantino.
    A Paz do Senhor!

    O mal esta batendo à nossa porta! E precisamos fazer alguma coisa.

    Chega de só "Orar"! Precisamos "Agir"

    Afinal, oração é isso: "Orar" + "Ação".

    O que nós crentes podemos fazer, façamos agora nestas eleições ou será muito tarde para agir.

    Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.

    ResponderExcluir
  2. Querido irmão Alexandre,

    A Paz do Senhor,

    A coisa está séria e tudo indica que pode ficar ainda pior.

    Um grande abraço,

    No Amor de Cristo,

    Pastor Flavio Ferreira Constantino.

    ResponderExcluir
  3. Pastor Flávio, quero parabenizá-lo pelas excelentes matérias, faço questão de lê-las com maior prazer, mas quero confessar-lhe pastor que eu como evangélica já votei em vários candidatos evangélicos, mas a decepção foi enorme, pq durante a campanha os mesmos fazem questão de frisarem que se eleitor for, irão defender os interesses dos evangélicos. Lamento pastor Flãvio, mas em nosso Estado-Tocantins, existem pastores que hoje são deputados, deixaram suas igrejas a ver navios, e correm apenas atrás de interesses próprios, inclusive um certo pastorzinho que alguns evangélicos teem coragem de chamá-lo de pastor Amarildo, foi eleito,( acho que duas vezes) para Deputado Federal e só trouxe escandalo ao povo de Deus, e enriquecimento próprio, procure conhecer a história desse homenzinho, pois pra mim, ele é pequeno em tudo. Mas ele tem muita sorte ainda! Já pensou, se não existissem outros tipos de céu!! Imaginem!! Mas pra sorte dele, existem o céu da boca de uma onça, leão, sucurí e vários outros tipos de céu, ainda bem.... É por esse e por vários outros motivos, que continuo exercendo o meu direito de cidadã brasileira, mas não voto mais em pastores que se dizem evangélicos.. tenhp pena deles, qdo tentam enganar a sí mesmo, ou até o povo de Deus, mas pessoas esclarecidas eles não conseguirão enganar

    ResponderExcluir
  4. Minha querida irmã anônima,

    A paz do Senhor,

    Entendo perfeitamente sua ponderação. Mas, o fato é que não podemos generalizar toda uma classe em função do mau comportamento de um individuo ou de outro. Exatamente por esse péssimo testemunho do referido pastor que a irmã citou é que a mídia lançou na campanha passada uma poderosa investida para reduzir a bancada evangélica na Esfera Federal. Por isso tivemos nesse pleito de 2006 à 2010 uma baixa considerável de políticos evangélicos. A consequência dessa desastrosa representação é que temos hoje mais de 300 projetos de Lei que vão contra a Igreja do Cristo, contra a família, contra a moral desse país.

    Com relação a sua triste experiência não posso mudar, contudo, gostaria que você avaliasse melhor uma outra pessoa porque tenho certeza que encontraremos alguém que possa honrar o nome de Jesus. Caso eu e você sejamos decepcionados mais uma vez. Temos uma arma poderosa a nosso favor, o voto, daremos o troco na próxima. Não esqueça: política na igreja ainda está em um processo de amadurecimento.

    Um grande abraço,

    No Amor de Cristo,

    Pastor Flavio Ferreira Constantino.

    ResponderExcluir
  5. A paz do Senhor Jesus a todos.
    É!eu Concordo plenamento com o fato de estarmos dormindo diante deste e de outros fatos.
    A um mês atrás estavamos todos, até mesmo evangélicos motivados e envolvidos em um grande evento mundial, onde o mundo inteiro esteve focado, enquanto leis estavan sendo articuladas e assinadas. Falo da COPA DO MUNDO, onde o nome já diz tudo: MUNDO.
    Hoje já podemos ver o resultado de todo o engano.
    A mídia tem nos distraído com alguns acontecimento, que não tem chegado a lugar nenhum. Acredito que é só para manter o povo desapercebido mesmo. As atitudes que são tomadadas pelas outoridade é apenas para tmpar o sol com a peneira.
    Outros casos tem surgido, mas não demora e já está chegando o momento final.
    Estejamos atentos e orando, pois agora vem o grande momento, onde poderemos está assinado a nossa sentença de morte, que é as eleições.
    Oriente-se e busquem informações. Não desperdice o que de mais precioso Deus tem lhe dado: SUA LIBERDADE.
    Que Deus nos guarde,para permanecermos fiéis.

    ResponderExcluir
  6. Querida irmã Selma,

    A Paz do Senhor,

    Que o povo entenda exatamente isso: não venha negociar sua liberdade.

    Um grande abraço,

    No Amor de Cristo.

    Pastor Flavio Ferreira Constantino.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...