sábado, 8 de dezembro de 2018

CRISTÃO MARROQUINO É EXPULSO DE CASA AO SE CONVERTER


Youseff perdeu também muitos amigos, no entanto sua fé cresce em igreja doméstica enquanto compartilha o amor de Deus

Youseff é um marroquino que buscava a verdade desde menino, então começou a ler o Alcorão e a Bíblia para ver qual dos dois falaria com ele. “Depois de dez minutos lendo o Alcorão, eu fiquei com medo. Por outro lado, eu amei ler a Bíblia, e eu lia por três horas seguidas”, afirma. Depois conheceu um missionário que lhe explicou sobre o cristianismo e o ajudou a entender melhor.
Mas Youseff também queria entender mais sobre o Alcorão, então foi falar com um dos líderes da mesquita local, que lhe disse que ele não podia questionar Deus. Após mais leitura bíblica e conversas com o missionário, Youseff se entregou a Jesus. No entanto, ele conta: “Quando disse para minha mãe que tinha me tornado cristão, ela me falou para sair de casa e eu tive que ficar na casa de um amigo”. Depois de algum tempo ele pôde voltar para casa, mas perdeu todos os amigos.
Mais tarde, visitou uma igreja internacional, mas por causa da vigilância da polícia, teve que parar. Depois foi convidado para uma igreja doméstica e começou a compartilhar sobre sua fé e uma tia dele se tornou cristã também. Após algum tempo, alguns de seus amigos reataram a amizade com ele. “Poucos me perguntaram mais sobre minha fé. Um deles está bem interessado e estou compartilhando bastante com ele; posso ver como ele está mudando lentamente”, alegra-se Youseff.
O jovem cristão espera em breve ter seu próprio apartamento, onde poderá levar outros cristãos para orar e estudar a Bíblia juntos. Ore por Youseff, para que ele seja um exemplo para sua família e eles vejam Jesus na vida dele. Interceda também por esse amigo que está interessado no cristianismo. Clame pela Igreja Perseguida do Marrocos, para que cresça e se fortaleça.

FONTE: https://www.portasabertas.org.br/categoria/noticias/cristao-marroquino-e-expulso-de-casa-ao-se-converter

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

OS MILAGRES DE DEUS ENTRE OS NORTE-COREANOS




Frutos do ministério dos parceiros da Portas Abertas que se arriscam para servir os cristãos perseguidos
Um dos projetos mais perigosos da Portas Abertas é ajudar mulheres traficadas da Coreia do Norte, na China. Elas estão ilegalmente no país, então ajudá-las é muito arriscado. Se os espiões da Coreia do Norte ou as autoridades chinesas as descobrirem, elas serão severamente punidas com tortura, fome e longos períodos de encarceramento. Se elas engravidarem dos homens chineses que as comprarem, o bebê terá que ser abortado ou morto logo após o nascimento. As mulheres que se engajarem em “atividades religiosas” serão punidas mais severamente.
Apesar disso, nossos parceiros locais fielmente arriscam a vida para ajudar essas mulheres. Organizam estudo bíblico secreto, dão suporte financeiro e assim mostram o amor que Jesus tem por elas. Conversam, cantam e oram com elas. Algumas vidas são transformadas rapidamente, outras, devagar. Algumas não mudam; no entanto, continuam investindo nelas.
Lady M* é uma senhora que começou a abrir o coração para Jesus há pouco tempo. Ela participa fielmente dos encontros “De mulher para mulher”. Recentemente, ela estava andando no campo quando viu um policial chinês; então se escondeu imediatamente. Ela compartilhou com outra norte-coreana: “Eu me ajoelhei, dobrei minhas mãos e pude somente orar. Eu apertei minhas mãos com tanta força que machucou. Eu pedi a Jesus que cegasse o policial para que ele não me visse. E ele passou por mim!” Todas elas celebraram e agradeceram a Deus por esse milagre.
*Nome alterado por segurança.
Pedidos de oração
  • Ore por nossos parceiros da Coreia do Norte e por aqueles a quem eles ministram.
  • Agradeça a Deus pela provisão para abençoar essas mulheres.
  • Peça que ele continue fazendo milagres por aqueles que foram presos em 2018.

FONTE: https://www.portasabertas.org.br/categoria/noticias/os-milagres-de-deus-entre-os-norte-coreanos

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

URGENTE!!! PASTOR RAFAEL OCTÁVIO DA IGREJA DO PASTOR MARCO FELICIANO COMETE SUICÍDIO.



Um pastor ligado à Igreja Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, cometeu suicídio. Informações divulgadas nas mídias sociais indicam que o jovem pastor, chamado Rafael Octávio, pulou de uma ponte no município de Orlândia, em São Paulo.
Relatos de pessoas próximas apontam que o pastor já havia dirigido congregações da denominação liderada pelo pastor e deputado federal Marco Feliciano (PODE-SP) e sofria de uma grave depressão, que estava sendo tratada com medicamentos, mas não ainda havia obtido resultados esperados.
“Nesse momento me falta palavras para expressar a minha gratidão pelo Senhor. A gratidão pelo aprendizado, por participar do ministério infantil e por tudo que foi feito na época! Infelizmente essa doença maldita lhe venceu, que é a depressão… Vá em paz que Deus lhe receba Pastor Rafael Octavio”, publicou uma internauta ligada à denominação em sua página pessoal.
A página da Web Rádio Inove também confirmou a notícia. “Um jovem da cidade de Orlândia, conhecido como Pastor Rafael, acabou de cometer suicídio, pulando de uma ponte da cidade”.
O pastor Rafael Octávio integrava a cúpula da Igreja Catedral do Avivamento, mas devido à doença se encontrava afastado. Uma das unidades dirigidas por ele foi a de Franca, em São Paulo.
Considerado muito querido por seus amigos, parentes e membros da igreja, o pastor Rafael Octávio também era muito próximo do pastor e deputado Marco Feliciano e sua família.
Este é mais um caso de suicídio envolvendo um pastor evangélico, também relacionado à depressão. Essa doença tem como algumas das características a tristeza profunda, ideação suicida, desesperança e isolamento.
FONTE: https://noticias.gospelmais.com.br/urgente-pastor-da-igreja-de-marco-feliciano-comete-suicidio-104982.html

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

ESCOLA CRISTÃ É REABERTA NO IRAQUE



Após quatro anos fechada, o retorno às atividades é considerado uma vitória sobre o terrorismo e extremismo

A reabertura da escola cristã mais antiga de Mosul, cidade no nordeste do Iraque e controlada pelo Estado Islâmico, é considerada uma vitória sobre o terrorismo e extremismo. A escola fundamental Shimon Safa esteve fechada por quatro anos, mas recebeu 400 alunos – com idade entre 6 e 12 anos – para o novo ano letivo.
O diretor da escola, Ahmed Thamer al-Saadi, disse ao site de notícias Al-Monitor que o retorno foi devido aos esforços de voluntários e doadores de outra cidade. Ele afirmou que esta é uma lição de tolerância para frustração dos extremistas. “A escola foi sujeita à discriminação nacional e sectária; mas agora vai retomar sua missão prática e social novamente”, disse.
A escola está localizada na região de Al-Saa, parte mais antiga da cidade onde os cristãos vivem, explicou Ahmad al-Mosli, um professor da língua árabe. “Isso dá à escola uma importância excepcional por causa dos deslocamentos, mortes e opressão que as minorias religiosas enfrentam nas mãos do Estado Islâmico”.
De acordo com Ibrahim al-Allaf, professor de história moderna na Universidade de Mosul: “As matrículas dos alunos na escola são uma vitória sobre o terrorismo e extremismo. A escola é parte da herança histórica da cidade. O primeiro grupo de pessoas educadas em Mosul tem memórias desta escola. A escola tem a supervisão do monastério cristão, mas os alunos não são apenas cristãos. A educação é oferecida para estudantes de todas as religiões”.
Al-Monitor relatou que esta costumava ser uma das 20 escolas cristãs na cidade até os anos 1980, mas que a maioria delas foi fechada gradualmente nas três décadas turbulentas que seguiram a Guerra do Golfo em 1990, particularmente de 2014 a 2017, quando a cidade foi controlada pelo Estado Islâmico.

Pedidos de oração
  • Ore pela escola e todos os funcionários, para que o Senhor abençoe o trabalho que está sendo executado.
  • Apresente os alunos e peça que não haja ataques ou atentados agora que a escola foi reaberta.
  • Peça sabedoria para o diretor e aqueles que administrarão a escola.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br/categoria/noticias/escola-crista-e-reaberta-no-iraque

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

PAÍSES DA ÁFRICA NO CONSELHO DE DIREITOS HUMANOS DA ONU



Eleição gerou polêmica pelo fato de esses países, como Somália e Eritreia, não respeitarem direitos humanos

Em outubro, o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas elegeu um novo conjunto de representantes pelos próximos três anos. Ao todo, 18 países foram eleitos e os representantes da África são Burkina Fasso, Camarões, Togo, Somália e Eritreia. A eleição gerou ira em grupos políticos e de direitos humanos, que defendem que esses países não deveriam ser parte do Conselho dado seu registro atual de direitos humanos.
A Eritreia é conhecida por aprisionar dissidentes, tanto políticos, como religiosos ou da mídia. A ONU tem repetidamente relatado prisões arbitrárias no país, mas Asmara (capital do país) tem se calado ou dispensado esses relatórios. As rápidas mudanças na política da Eritreia até agora não redundaram em maior liberdade para a igreja. Apenas quatro grupos religiosos são reconhecidos no país e todos que forem pegos cultuando fora de um desses grupos enfrentam encarceramento, sem nem mesmo serem condenados.
Na Somália, a luta contra o grupo extremista Al-Shabaab geralmente resulta no uso arbitrário da força pelo governo, que prende suspeitos e jornalistas. Forças de segurança do estado também são acusadas de matar pessoas supostamente afiliadas com os insurgentes sem nenhuma prova. Nossa oração é para que a admissão desses países no Conselho de Direitos Humanos os force a adotar padrões mais altos de justiça, direitos humanos e liberdade religiosa.
Ore pelos cristãos da Igreja Perseguida da Eritreia, Somália e todo o Chifre da África. Além de orar, você pode contribuir para a capacitação de líderes cristãos na região. Doe e fortaleça a igreja, para que continue perseverando em meio à perseguição.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br/categoria/noticias/paises-da-africa-no-conselho-de-direitos-humanos-da-onu 

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

LÍDERES CRISTÃOS ENFRENTAM PRISÕES E PRESSÃO DO GOVERNO



Um deles chegou a ser detido cinco vezes em apenas dois anos e outros são levados para encontros forçados com oficiais

O líder cristão chinês, Peter Shao Zhumin, da cidade litorânea de Wenzhou, na província de Zhejiang, foi levado pela polícia na última semana, de acordo com o site de notícias AsiaNews. Ele deve ficar preso por 10 a 15 dias, de acordo com o relato do site, acrescentando que, enquanto a polícia chama isso de “período de férias”, geralmente é um tempo de interrogatório e doutrinamento. O líder cristão foi, supostamente, pressionado pela polícia para se unir à Associação Patriótica, que faz parte do Partido Comunista.
Outros líderes também enfrentam situações similares. Bishop Shao, de 55 anos, foi nomeado bispo de Wenzhou, que tem uma grande comunidade cristã, em setembro de 2016. Desde sua nomeação, ele foi levado pela polícia pelo menos cinco vezes, de acordo com o site. Em janeiro, ele foi solto pela última vez, depois de ficar sete meses preso.
Ainda de acordo com o AsiaNews, quatro outros líderes cristãos, que também não quiseram se unir à Associação Patriótica, foram levados pela polícia no nordeste da província de Hebei. Zhang Guilin, Wang Zhong, Su Guipeng e Zhao He foram levados de suas respectivas igrejas em Zhangjiakou até um hotel próximo para interrogatório.
Além disso, oficiais do Departamento da Aliança do Trabalho, do condado de Yangyuan County, foram à igreja buscar Zhao He para um encontro com oficiais do governo local no final de outubro, segundo a UCAN. Ele foi levado para um hotel onde foi mantido preso e obrigado a estudar os novos regulamentos religiosos, bem como reconhecer a Associação Patriótica. O site também relatou que Guipeng foi mantido em prisão domiciliar para ser doutrinado sobre as políticas do governo.
O paradeiro de outro líder cristão, Lu Danhua, levado por oficiais em dezembro de 2017, ainda é desconhecido. Orações, jejuns e encontros pela segurança do líder são realizados todo mês, uma prática iniciada por Zhumin.

Pedidos de oração
  • Neste Dia da Proclamação da República de nosso país, onde temos liberdade religiosa, apresente os líderes cristãos chineses que têm sido alvo das autoridades.
  • Peça que eles recebam sabedoria divina para lidar com os oficiais do governo.
  • Apresente Danhua, que está desaparecido, para que o Senhor o guarde. Peça também para que ele seja encontrado.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br/categoria/noticias/lideres-cristaos-enfrentam-prisoes-e-pressao-do-governo