quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Cristãos Deixam de Participar de Cultos na Inglaterra


Levantamento revela que nº de pessoas nas igrejas da Inglaterra caiu em 2009

Pesquisas mostram que houve 1% de diminuição no número de comparecimento semanal nas igrejas da Inglaterra: 1.145.000 em 2008 para 1.131.000 de pessoas em 2009.

A média de frequência no domingo caiu 2%, de 960 mil em 2008 para 944 mil em 2009, quando o comparecimento médio mensal caiu de 1,667 milhões em 2008 para 1.651.000 no ano seguinte.

O número de crianças e jovens que frequentam mensalmente permaneceu praticamente inalterado: 436 mil.

Serviços em dias diferentes dos domingos continuam a atrair pessoas. Para cada 50 pessoas que frequentam a igreja no domingo, mais 10 comparecem durante a semana.

A participação em serviços na Páscoa permaneceu praticamente a mesma de 2008, com 1.411.200 pessoas, mas o número de pessoas presentes no Natal e serviços no dia de Natal caiu 9%, de 2.647.200 em 2008 para 2.420.600 em 2009.

A Igreja da Inglaterra disse que os serviços de Natal tinham sido gravemente afetados pela neve e gelo generalizado, o que forçou algumas igrejas a cancelar seus serviços.

Globalmente, o número total de adultos, crianças e jovens que frequentam as os cultos caíram 2% entre 2002 e 2009.

O número total de batismos também caiu 1% em relação a 2008, enquanto ações de graças pelo nascimento de uma criança caiu 2%. O número de casamentos também caiu 1%, para 52.700.

A chefe de pesquisa e estatística da igreja da Inglaterra, Lynda Barley, disse que os números pintaram um quadro misto para 2009.

Ela admitiu que há "desafios continuados" para a Igreja, mas acrescentou que também houve alguns sinais "encorajadores".

"As igrejas continuam a ser centrais na vida da comunidade, que está respondendo positivamente à mudança no estilo de vida moderno, com uma gama crescente de oportunidades para participarem da igreja", disse ela.

Barley disse que é importante ver as tendências no contexto de mudanças mais amplas em uma sociedade onde cada vez menos pessoas se juntam e participar em organizações associativas.

"Mesmo em um ano de eleições gerais, quase o dobro do número de membros dos três principais partidos políticos em conjunto vão a uma Igreja no domingo", disse ela.

"No entanto, os números são mais um lembrete da importância dos desafios para o quinquênio, de alcançar um crescimento sustentado numérico e espiritual ao longo dos próximos anos”.

O relatório, que será debatido no Sínodo, na próxima semana, alertou que os próximos cinco anos são "para definir um período de desafios excepcionais para a nação e para a Igreja da Inglaterra".

O perfil de tamanho e envelhecimento de muitas congregações "apontam para a necessidade de imaginação e criatividade na forma como a Igreja demonstra nesta geração a sua fidelidade para com a Grande Comissão", afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...