sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Muçulmano ataca Pastor durante Culto de Natal


O pastor Umar Mulinde, da Igreja Evangelho de Vida, em Kampala, Uganda, foi atacado como forma de protesto à sua conversão do islamismo para o cristianismo. O pai de Mulinde era um Imã, líder muçulmano, e sua família sempre foi rigorosa. O pastor foi um xeque antes de abraçar o cristianismo, uma decisão que gerou polêmica em sua comunidade.

O ataque ocorreu por volta das 9h da manhã na véspera do Natal. Um homem entrou na igreja e jogou ácido sobre ele. O pastor foi rapidamente levado para o Hospital Internacional Kampala por membros da igreja. A condição do pastor agora é estável.

Com a esposa do seu lado, ele concedeu uma entrevista onde conta os detalhes:
“Eu fui atacado por um homem que dizia ser cristão. Ele me chamou, gritando: “pastor, pastor! Quando me virei para ver quem era, ele derramou ácido no meu rosto”, disse Mulinde. “Quando me virei para fugir, outro homem derramou mais ácido nas minhas costas e saiu correndo e gritando Allah Akbar [Deus é grande]”.

O pastor revela que tinha recebido ameaças há algum tempo, mas não as levou a sério. Como resultado do ácido, ele perdeu o olho direito e teve seu rosto seriamente desfigurado.

Os líderes da Convenção Nacional de Igrejas Pentecostais de Uganda, pediu que o governo identifique os responsáveis ​​pelo ataque e faça justiça. Os pastores já disseram que estão dispostos a contratar a Scotland Yard para rastrear os criminosos.

O bispo David Kiganda, classificou o incidente como “um ato de terrorismo”, e disse que mais pessoas podem estar correndo perigo se o governo não agir rapidamente para prevenir ataques futuros. Ele também explicou que uma grande vigília de oração está marcada para 31 de dezembro em Nakivubo, onde os fiéis vão orar principalmente pelo pastor Milinde e pelo fim dos atos terroristas em Uganda.

Kiganda disse ainda: “Nós temos liberdade de culto em Uganda, e não há sentido em condenar alguém que decide trocar de religião. Não acredito que podemos matar nosso próprio povo. Deus não é tão fraco que precise de alguém para matar em seu nome. Se Deus estava insatisfeito com os atos Mulinde, faria alguma coisa, não precisaria de outra pessoa”.

O bispo deixou claro, no entanto, que esses ataques não vão desencadear pânico entre a comunidade cristã. Ele classifica as perseguições como naturais. “Jesus também foi perseguido e aterrorizado. Não devemos temer a perseguição. Até mesmo o apóstolo Paulo foi tratado assim, embora não saibamos quem entre nosso rebanho continuará seguindo Jesus”, explicou.

Traduzido e adaptado por Gospel Prime de Christian Post

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Fotos Manipuladas Tentam Ligar Pastor Silas Malafaia à Maçonaria


Algumas denominações evangélicas brasileiras tem posição contrária ao envolvimento de seus membros e pastores com a Maçonaria. Outras, não proíbem seus líderes de participarem.

Uma antiga denúncia, que nunca foi comprovada, de que o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, esteja envolvido com essa sociedade discreta, voltou à tona esta semana.

Algumas fotos estão circulando por email e pela rede social Facebook aparentemente provando o envolvimento do pastor Silas com os maçons. Entretanto, a maioria delas foram claramente alteradas, tendo o símbolo do Esquadro e Compasso Maçônico incluído na imagem.

Uma das imagens manipuladas por computador mostra Malafaia recebendo uma honraria da Câmara Municipal da cidade de Natal e posa com o quadro. A comprovação da edição eletrônica é clara, veja as imagens.



Original:




Manipulada:





Essa não é a primeira vez que a internet é usada para “provar” que Malafaia tem ligação com essa sociedade que possui cerca de 150 mil seguidores que se reúnem em 4.700 lojas no Brasil. Há anos circulam vídeos no Youtube alegando o suposto envolvimento do pastor com a Maçonaria.

Malafaia já desmentiu as acusações várias vezes. Em outubro deste ano ele afirmou que não pertence ao grupo e ainda ironizou as acusações. “Se eu for da Maçonaria, só se a loja for na rua Montevidéo, 1191, e o grão-mestre é Jeová”, citando o endereço da igreja onde preside, no bairro da Penha, Rio de Janeiro.

Infelizmente rumores na Internet quase sempre são espalhados rapidamente e com intenções obscuras. Muitas pessoas repassam a informação sem se certificar de onde ela provém.






Fonte: www.gospelprime.com.br


segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Kaká diz que pode se tornar Pastor e abrir Igreja


Em entrevista, o jogador diz que seu futuro está nas mãos de Deus

Em entrevista recente, jogador evangélico Kaká voltou a abordar o assunto de sua saída da igreja Renascer em Cristo e afirmou que não descarta a possibilidade de abrir uma igreja própria e até de vir a se tornar pastor.

O atual atacante do time espanhol Real Madrid deu uma entrevista a Jorge Kajuru no programa Esporte Interativo onde tenta falar sobre os planos futuros mas na maior parte do tempo ele coloca nas 'mãos de Deus'. “Não sei quais são os planos de Deus. Nunca imaginei jogar no Real Madrid ou ser o melhor jogador do mundo, e cheguei a isso”, disse ele

Kaká comentou sobre o seu desligamento da Igreja Renascer mas não quis expor os motivos. “Não faço mais parte da instituição igreja. Continuo cristão e evangélico, ouço outros pastores, mas naquele momento achei que era hora de me desligar”. “É um exposição desnecessária para mim, para eles (casal Hernandes) e para a igreja”, completou. Ele disse que os motivos foram expostos entre eles, mas a amizade e o relacionamento foi mantido.

Kaká alegou ainda que nunca teve acesso a informações que saíram na mídia sobre o suposto desvio de dinheiro ou má utilização de recursos. “Nunca tive acesso a informações, na questão organizacional, nunca participei e nunca tive interesse”, concluiu.

Apesar de não descartar a hipótese de vir a se tornar pastor e abrir uma igreja ele afirmou: “sou jogador de futebol. E a forma que tenho para pregar o evangelho hoje é por meio de minha profissão”.

O jogador ainda afirmou que, caso quisesse voltar ao Brasil, sua prioridade seria o São Paulo, clube que o revelou. O meia preferiu não fechar as portas para outros times brasileiros, mas destacou sua preferência pelo clube do Morumbi.

“O São Paulo pode também não querer e dizer: 'já deu o que tinha que dar e não quero o Kaká'. E aí se eu quisesse realmente jogar no Brasil eu jogava em outro clube. Eu não fecho as portas. No futebol, na vida, a gente nunca sabe o que pode acontecer, mas a porta para jogar no São Paulo está muito mais perto do que a do Corinthians, do Palmeiras”, disse.

Finalmente, o jogador chegou a falar de aposentadoria caso o São Paulo não o quisesse. Segundo ele existem vínculos fortes com o clube paulistano, já que foram 13anos passados lá. “Não é que eu passei pelo São Paulo, eu cresci e vivi lá, então a prioridade será sempre deles”, explicou

Fonte: www.adalagoas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...